Antica Casa Vinicola Scarpa

Fundada em 1854, por Antonio Scarpa, a Antica Casa Vinicola Scarpa tem desenvolvido uma imagem distinta de vinícola especializada em vinhedos singulares “Crus”. Adquiriu reputação mundial nos anos 60 e 70 graças a Mario Pesce, cujo o pai comprou a vinícola alguns anos antes. Mario foi uma dessas almas que seguia as tradições e a história de sua região, mas era ambicioso o suficiente para pensar que poderia fazer ainda melhor. Para ele, o Monferrato poderia produzir vinhos complexos, dignos de idade e elegantes. Decidido a implementar suas ideias, passou um tempo em Borgonha e Alsácia estudando técnicas francesas, e implementou-as. Como resultado de sua descomprometida “inovação dentro da tradição”, ele passou a ser amplamente respeitado entre os produtores de vinho em todo o Piemonte, inclusive por outros enólogos tão diversos quanto Bruno Giacosa e Angelo Gaja.

Para se ter ideia da importância de Mario Pesce, antes dele, o Monferrato era conhecido como produtor de Barbera, considerado um vinho comum, do cotidiano. Mas Mario Pesce e Giacomo Bologna foram os dois primeiros produtores a fazer uma Barbera d’Asti de destaque, a partir dos anos 60. Cada um escolheu fazê-lo de um estilo diferente, Pesce usou técnicas de vinificação e envelhecimento essencialmente tradicionais, e Bologna optou pelas modernas. Com seus esforços paralelos, vieram o Scarpa Barbera d’Asti, La Bogliona e Braida Barbera d’Asti ‘Bricco dell’Uccellone’.

A vinha da propriedade está em Castel Rocchero, na província de Asti, e conta com 50 hectares contíguos, dos quais 27 hectares são plantados. O restante são florestas, incluindo florestas de trufas, que Scarpa deixa deliberadamente não plantados para manter a biodiversidade e garantir vinhas saudáveis.

A produção anual total é de 100.000 garrafas. Cerca de 40% da produção é Barbera e 80% provêm de vinhas antigas. Todos os vinhos, com exceção dos Barolo, Barbaresco e Nebbiolo D’Alba vêm da vinha da propriedade.

Desde o início do meio do século passado, Scarpa vem comprando uvas de produtores em Barolo e Barbaresco e trazendo-os para sua própria cantina para vinificação e envelhecimento. Scarpa foi um dos primeiros a rotular Barolo, em 1949, e foi um dos fundadores do Consorzio Barolo e Barbaresco. Devido à importância histórica de Scarpa nos vinhos dessas áreas, as regras de DOCG conferem permissão especial para continuar a comprar uvas e fazer Barolo e Barbaresco em sua cantina.

Hoje, Scarpa ainda mostra a mesma paixão e compromisso na produção exclusiva de vinhos para serem apreciados pelos conhecedores ao redor do mundo. O gerenciamento da adega não é um buscador de tendências. Nenhuma variedade internacional é usada para manter estritamente o estilo único do vinho na tradição local do Piemonte. Atualmente, Scarpa tem dois enólogos: Carlo Castino que está na vinícola desde a década de 1960, desde o início da era de Mario Pesce e o Silvio Trichero.

Todos os outros vinhos são fermentados ou em barris de madeira cônicos troncais ou de aço inoxidável e depois envelhecidos em grandes barris de madeira (botti grandi), variando de 2.000 a 10.000 litros e de três a doze anos.

Todos os vinhos tintos, incluindo o Barbera ‘Casa Scarpa’ e o ‘Rosso Scarpa’, passam por envelhecimento na cantina antes da liberação. Este envelhecimento faz parte do legado de Mario Pesce, e é parte do que confere a todos os vinhos de Scarpa a sua elegância especial.

Scarpa continua a preservar quantidades de cada um dos vinhos dignos de idade (Dolcetto, Brachetto, Rouchet, Freisa, Barbera ‘I Bricchi’, Barbera ‘La Bogliona’, Barolo, Barbaresco e Nebbiolo d’Alba) para liberá-los lentamente ao longo do tempo. A enoteca Scarpa atualmente possui 45 mil garrafas que remontam à década de 1960.

BRICCOROSA ROUCHET

DO: Monferrato Rosso DOC.
Composição: 100% Rouchet (variedade autóctone muito rara).
Teor alcoólico: 13%.
Colheita: Manual seletiva, dos vinhedos “Poderi Bricchi”,

[ + ]

CASA SCARPA

DO: Barbera d’Asti DOCG.
Composição: 100% Barbera d’Asti.
Teor alcoólico: 13%.
Colheita: manual seletiva, dos vinhedos “Poderi Bricchi”,

[ + ]

LA BOGLIONA

DO: Barbera d’Asti Superiore Grand Cru.
Composição: 100% Barbera d’Asti.
Teor alcoólico: 14%.
Colheita: manual seletiva, dos vinhedos “Bogliona”,

[ + ]

LA SELVA DI MOIRANO

DO: Monferrato Freisa (seco) DOC.
Composição: 100% Freisa.
Teor alcoólico: 12%.
Colheita: Manual seletiva, dos vinhedos “Poderi Bricchi”, propriedade da Antica Casa Vinicola Scarpa.

[ + ]

ROSSO SCARPA

DO: Monferrato Rosso DOC.
Composição: 55% Dolcetto d’Acqui, 15% Freisa, 15% Rouchet (variedade autóctone muito rara), 15% Barbera.
Teor alcoólico: 12,5%.
Colheita: Manual seletiva,

[ + ]

Imprensa